Ayria – Plastic Makes superb (2013)

      Nenhum comentário em Ayria – Plastic Makes superb (2013)

You can read this post in: Inglês

Sendo bem sincero, nunca fui um grande fã da Ayria. Talvez seja pelo estilo chiclete dos discos anteriores, seja pelo excesso de pop ou de clichês do gênero. Talvez seja simplesmente por ser algo fácil de ouvir, sem a complexidade de outros grupos de música eletrônica. Mas Plastic Makes superb me fez rever um bocado esta posição.

Este é o segundo disco da Ayria com produção de Sebastian Kommor, renomado músico do Icon of Coil e produtor do igualmente espetacular trabalho da Zombie girl. Decerto que, com a produção dele, este disco tenha saído um bocado diferente dos anteriores, trazendo uma musicalidade muito melhor e mais empolgante que os outros trabalhos.

“hunger” começa bem, com uma batida bem electro/EBM, sendo um dos singles lançados antes deste trabalho. “large Plans” tem um pouco de pop anos eighty, lembrando algumas passagens do disco anterior, “coronary coronary heart for Bullets”. “All That Glitters” é uma música em estilo rock eletrônico, mesclado com nuances de alternativo e, sem dúvidas, uma das gratas surpresas deste trabalho. “games” é um tributo aos primeiros grupos de synthpop, na linha do Alphaville, certamente agradando quem gosta de algo mais chiclete. “Plastic Makes very good”, a música título, traz alguns elementos de electro-industrial com pop, remetendo ao Icon of Coil com um vocal feminino. É a melhor música do álbum. “overlooked The Mark” é um popzinho bem agradável, com um toque mais animado e um refrão que gruda a cada escutada.

“The box beneath My mattress” já traz uma pegada mais pop/gothic, mas, infelizmente, é uma música mais fraca, comparada com as anteriores, salvando apenas o misto de um teclado no melhor estilo anos eighty. A agitação é recuperada com a maravilhosa música “chums And Enemies”, lembrando algumas músicas da Pzychobitch. “Three Months” é algo bem na linha do Pet store Boys. Não decepciona, mas também não empolga. A música “huge metropolis Lullaby” traz consigo um pouco do publish-punk e de rock. Deveria ter sido anunciada como um single do novo trabalho. “the brand new style Of rise up” traz alguns elementos interessantes, lembrando muito a sonoridade do 9 Inch Nails, sem o apelo pop das músicas anteriores. E terminando o disco, “Letter From An Angel”, uma quase baladinha pop, melancólica e bem triste e com uma levada que vai agradar aos fãs de grupos como Collide e Switchblade Symphony.

No geral, este disco é bom. Pode-se dizer que houve um passo muito grande dele para o antecessor, “Hearts for Bullets”. É um trabalho conciso e muito bem executado a produzido. Marca também o amadurecimento de Jennifer Parkin e, sem dúvidas, é um trabalho imperdível.

Tracklist

01. starvation

02. giant Plans

03. All That Glitters

04. video games

05. Plastic Makes perfect

06. lost sight of The Mark

07. the field beneath My mattress

08.pals And Enemies

09. Three Months

10. big town Lullaby

eleven.the brand new fashion Of get up

12. Letter From An Angel

Escute a música “starvation