Home Entrevistas ENTREVISTA: Riti Occulti

ENTREVISTA: Riti Occulti

85
0
SHARE

You can read this post in: Inglês

Vindos da Itália, Riti Occulti toca um Doom Metal com influências de Black Metal. Sem a presença de uma guitarra, o grupo cria toda uma atmosfera em suas músicas. Com boa aceitação em seu primeiro álbum (Riti Occulti), a banda se prepara para lançar seu segundo álbum, entitulado, “SECTA”. Confira abaixo a entrevista que fizemos com Ivano e Serena.

GroundCast – Conte-nos como tudo começou.

Ivano: Bom, incialmente erámos uma banda de Stoner, apenas com distorção, baixo e bacteria.. Niccolo (o baixista) cantava, então resumindo, parecíamos o electric Wizard sem guitarra. Decidimos que precisaríamos de mais uma voz, algo que nos deixasse diferente das bandas de Stoner, escolhemos Serena e sua voz dying metallic e eu acredito que foi a melhor escolha, ao mesmo tempo conhecemos a voz de Elisabetta e nos apaixonamos, então deixamos duas vozes completamente diferentes, um anjo e um demônio, que cantam na mesma música. No primeiro lançamento Luciano nos ajudou com os sintetizadores, mas precisávamos de alguém para fazer isso na banda e então Sara foi escolhida.

GroundCast – Quais as suas influências?

Serena: Doom metallic, Black metallic, ocultismo e mistério, não temos bandas em explicit, mas sim estilos. Escutamos muitas coisas diferentes e cada um coloca seu estilo nas composições.

GroundCast – Vocês não possuem guitarrista, como surgiu a ideia de não ter um guitarrista na banda?

Ivano: Queríamos bounce diferente das outras banda e o que toda banda de rock tem? Uma guitarra elétrica.

GroundCast – Ano passado vocês lançaram seu primeiro album (Riti-Occulti), como foi a aceitação desse material?

Serena: Tivemos boas criticas, temos um pouco de doom e black metallic nas músicas e não termos a presença de uma guitarra nos torna um pouco “inovativos”. Muitas pessoas nos mandam mensagem positivas respeito dele.

GroundCast – Existe algum conceito por de trás do album?

Serena: Usando as palavras de Niccolò: “A estória de um homem moderno que desce até o abismo, passando pela aniquilação nihilistica de si mesmo e forçado a auto-destruição, para que assim nasça como um novo ser, seguindo o ponto de vista do Cainho da Mãe Esquerda”

GroundCast – Na página do fb vocês postaram a música “Aurum” de seu próximo álbum “SECTA”, o que podemos esperar desse álbum?

Ivano: O novo álbum é completamente diferente do primeiro, o som está mais limpo, é também um álbum mais compreensivo e digestível. Ele falará sobre alquimia, estamos realmente contentes com esse próximo lançamento.

GroundCast – Vocês tem algum projeto paralelo ou outra banda que gostariam de compartilhar conosco?

Serena: Todos temos outros projetos: eu tenho uma banda chamada Vidharr, uma banda de Doom chamada Consummatum Est, Sara toca com a Eyelessight e me ajuda ao vivo com a Vidharr. Ivano é guitarrista de uma banda de rock que ele ainda está construindo.

GroundCast – Sabemos que muitas vezes a música é algo paralelo, algum de vocês vive da música?

Ivano: Infelizmente nenhum de nós vive de música na banda, fazemos em nosso tempo livre, somos pessoas normais como pode ver.

GroundCast – Estamos na ép.c. da internet, facilmente podemos baixar músicas gratuitamente, o que vocês pensam a respeito disso?

Ivano: Acredito que perdemos muita qualidade com o MP3, as pessoas dificilmente comprar CDs ou Vinis hoje em dia, mas não tomamos essa ou aquela posição a respeito disso, pois fazemos o mesmo. As bandas devem se ajudar e compartilhar umas as outras para que as pessoas as conheçam e eventualmente comprem seus CDs e seus merchandises. O foremost é fazer shows, cada vez mais, para que assim possam realmente ganhar dinheiro.

GroundCast – Obrigado pelo tempo de vocês, agora este espaço é para vocês falarem algo para nossos leitores.

Ivano: Obrigado pela entrevista, “keep on rockin!”

Serena: Obrigada e por favour, siga-nos! www.facebook.com/ritiocculti

RitiOcculti02

Compartilhe
Share