Home Entrevistas ENTREVISTA: Waning

ENTREVISTA: Waning

108
0
SHARE

You can read this post in: Inglês

WaningPort

Vindos da Suécia, Waning é uma banda de Black Metal que tem como principal tema a vida cotidiana atual. Falando sobre a mediocridade humana, eles nos contemplam com trabalhos bem executados, vale a pena escutar. Seu mais recente lançamento é o EP “Feeding of Fragments”, confira abaixo a entrevista que Ronny Attergran, baixista e vocalista nos concedeu.

GroundCast: Para começarmos, conte-nos um pouco de como a banda começou.

Ronny Attergran: A banda foi formada 2007, desde o início os fundadores concordaram de que o Waning devia ser uma banda conceitual, tanto liricamente quanto musicalmente , e que o conceito deve girar em torno de seres humanos e situações cotidianas.

GroundCast: O que o nome “Waning” significa para você, você disse que é uma banda conceitual , então por que você usa este nome?

RA: Todas as grandes civilizações caíram devido à indolência e orgulho Nossa sociedade chegou ao seu pico e são condenados a mesma fé.

GroundCast: Quais são suas influências?

RA: A vida cotidiana

Claro que algumas pessoas próximas a mim me inspiraram, toda a interação humana é interessante.

A sociedade atual, deprimida e desesperada são os meus dois temas líricos favoritos.

GroundCast: Vocês tem uma demo (Waning) e um Full-Length (Population Control) de 2008 , The Human Condition lançado em 2012 e agora o EP, Feeding of Fragments (2013), o que mudou na banda desde o começo?

RA: Primeiramente eu queria acrescentar que estamos participando do projeto em vinil “Eternal Nightmares”, se trata de uma compilação de 26 faixas, divididas em 13 “ 7 vinis.

383612_508713582496707_550708547_nAgora, para a questão principal, as maiores mudanças desde o início são a formação, depois do lançamento do “The Human Condition” baterista CS nos comunicou de que iria parar de tocar bateria, pois estava cansado. Por sorte, um velho amigo da banda JW se juntou a nós quase que imediatamente.

Após finalizar nosso video “At the Peak of Indifference”, nós começamos a trabalhar no que seria o “Fedding of Fragments”. Durante este tempo, nosso vocalista LRA deixou a banda, mas ao invés de fazermos audições eu pessoalmente assume essa responsabilidade.

GroundCast: Como foi a aceitação do EP “Feeding of Fragments”?

RA: Por ser um EP recente temos mais informações sobre nossos fãs mais devotos, que tem sido muito positiva. Precisamos de mais algum tempo para ver o que a mídia especializada diz..

GroundCast: Posso dizer que o nome “Feeding of Fragments” é um muito curioso , o que significa para a banda e para a música que fazem?

RA: É sobre os sinais que você envia a cada minuto após acordar . Em sua tentativa de mostrar ao mundo como você é, através do uso de uma determinada camisa, símbolo religioso ou o seu mais recente tweet.

GroundCast: Quais são os planos futuros para a banda?

RA: Esperamos encontrar alguma gravadora ou selo para ajudar-nos a espalhar nossa mensagem, caso contrário, temos pelo menos mais um EP no pipeline.

GroundCast: O que podemos esperar deste novo EP, e quanto a um álbum?

RA: Vamos terminar de forma digna a era do “The Human Condition” e “Feeding of Fragments”, após isso o objetivo é que fiquemos mais sombrios.

GroundCast: A época atual nos permite fazer downloads de quase tudo, simplesmente com um clique do mouse as discografias de suas bandas preferidas podem ser baixadas, o que você pensa a respeito disso?

RA: É uma triste realidade para as pequenas lojas de vinis e CDs que visitei quando era mais jovem, é uma realidade que quase não existe mais, mas tudo isso é parte de um processo, do progresso, afinal, nada é para sempre.

Pense, não é ótimo encontrar toda a música que você gosta simplesmente clicando com o mouse? Espero que as pessoas paguem pelas bandas que elas realmente gostarem, esse apoio sempre será necessário para que os artistas lancem trabalhas com regularidade.

GroundCast: Sim, você está certo, é realmente muito bom encontrar tudo que se gosta apenas clicando com o mouse. No Brasil por exemplo, CDs são muito caros (não apenas CDs, como merchandising em geral) e atualmente ficou impossível para mim comprar tudo o que gosto. O que você acha que as bandas podem fazer para usar isto a seu favor?

RA: O aparecimento de mais rádios via internet e aplicativos onde você pode compartilhar seus artistas favoritos com o mundo, acredito que são os primeiros passos para que bandas usem a tecnologia seu favor.

GroundCast: Você tem algum projeto que gostaria de compartilhar?

RA: Nosso guitarrista AA toca na banda Obitus

E eu (RA) estou envolvido com a banda Stykkmord

GroundCast: Em uma palavra, descreva o que significa Waning para a sua vida .

RA: Saciar.

GroundCast: Nós sempre vemos muitas bandas as Suécia, eu poderia perder meu dia de falar sobre isso, como é a cena sueca?

RA: A cena sueca infelizmente é uma cena morta, com poucos lugares para tocar e pouco apoio.

GroundCast: Obrigado pela entrevista, agora este espaço é para você dizer algo para os nossos leitores.

RA: Se você é um dos seres humanos que retratamos na nossa música. Não levante os olhos do chão, não mude nunca, continue a viver a sua vida mundana e fique no seu canto.

Porque estamos nos alimentando dos fragmentos que você compartilha.

Facebook

 

Compartilhe
Share