Home Listas Melhores do Ano – 2013

Melhores do Ano – 2013

75
0
SHARE

Decidir os melhores do ano é sempre algo complicado, abaixo colocarei os  álbuns que mais me agradaram nesse ano de 2013 (ao vivos e EPs não estão sendo considerados).

Altars of Plagues – Teethed Glory and Injury

O ultimo álbum do Altars of Plagues fecha uma brilhante carreira desses irlandeses. Carregado de elementos que sempre caracterizaram a banda e ainda com um toque único. Uma pena a banda ter acabado. Destaque para a God Alone, para mim a melhor música do álbum. Se alguém estiver interessado no que Jemes Kelly (baterista, vocal, guitarrista e tecladista) anda fazendo, esse é seu mais novo projeto WIFE.

Altar-of-Plagues-Teethed-Glory-Injury

Code – Augur Nox

Seu mais recente trabalho estreando o novo vocalista. Devo dizer que fiquei preocupado de como esse vocalista se sairia e me surpreendi, soa diferente do Replandescent Grotesque, tem sua própria energia e estilo.

Code – Augur Nox

Cult of Luna – Vertikal

Sempre surpreendente, Vertikal é uma ótima pedida no meio de tantos lançamentos, vale a pena escutar faixa por faixa desse magnifico álbum. Elementos que tornam Cult of Luna espetacular se encontram em Vertikal, sem nada muito exagerado, é o Cult of Luna fazendo o que sabe fazer de melhor.

cult-of-luna-vertikal

Duncan Evans – Lodestone

Para quem gosta de algo mais puxado para o Folk e baladas, escutem esse CD do Duncan Evans, é carregado de violões muito bem compostos e atmosfera. Tem seu brilho, ele é conhecido por trabalhos com o A Forest of Stars, este CD mostra sua versatilidade como músico. Vale muito a pena ser ouvido.

DuncanEvans-Lodestone

Hypocrisy – End of Disclousure

Eu não sou um grade fã da banda, mas devo admitir que dessa vez eles se superaram. End of Disclousure é um ótimo álbum para os amantes de Death Metal

Hypocrisy-End-of-Disclosure

Persefone – Spiritual Migration

Esse grupo de Andorra me surpreendeu mais uma vez, pensei que eles nunca fariam algo no mesmo nível do álbum anterior, Shin-Ken, mas Spiritual Migration é espetacular. Mostra como a banda amadureceu e os colocou em um novo patamar.

Persefone-Spiritual-Migration

Sepultura – The Mediator Between Head and Hands Must be the Heart

Fica até difícil falar desse álbum, Sepultura mostrou realmente que está a todo vapor, com um CD realmente excelente para calar a boca de todos.

sepultura-the-mediator-between-head-and-hands-must-be-the-heart

Steven Wilson – The Raven that Refused to Sing (And Other Stories)

É até pecado falar algo do álbum, ele é simplesmente excelente, eu que não sou fã de música assim me apaixonei a primeira ouvida. The Watchmaker é minha música preferida.

stevenwilsonTheRavenThatRefusedToSingcover

Witherscape – The Inheritance

O tão aguardado novo trabalho de Dan Swanö. Como tudo em que ele encosta a mão parece que simplesmente vira ouro, Witherscape não seria diferente. Valeu muito a espera, The Inheritance é um novo passo, que eu espero que seja o primeiro de uma longa caminhada.

Witherscape Cover

Rise of Avernus – L’appel du Vide

Seu debut álbum mostra como a banda amadureceu. Percebemos músicas muito mais bem compostas, com atmosferas bem trabalhadas. Espero que esse seja o primeiro passo para o sucesso da banda, pois merecem e muito.

RiseofAvernus

Celeste – Animale(s)

Ótima banda francesa de Black Metal/Hardcore, o CD duplo Animale(s)  é uma obra prima.

Celeste

Decepções

Ihsahn – Des Seelenbrechen

Novamente Ihsahn figura uma posição nas decepções do ano. Des Seelenbrechen não empolgou, para mim Ihsahn perde a mão cada vez mais em casa álbum que faz. Você pode querer ser experimental, desde que saiba ser e não é o que vejo aqui. Quem sabe a próxima.

Ashes of Ares – Ashes of Ares

É Barlow, voltastes a ativa, mas de uma forma não muito boa. Realmente fiquei ansioso por esse disco, mas meus ouvidos foram preenchidos com músicas sem empolgação, os músicos são excelentes, mas as composições deixaram realmente a desejar.

Black Sabbath – 13

Nem tem muito o que dizer, fizemos um Podcast comentando o quanto odiamos esse disco. Acredito que a maioria das pessoas tenha dito que gostou por ser do Black Sabbath. Fraco, entediante e sem graça.

Compartilhe
Share