Home Review Noturnall: Começando com o pé direito

Noturnall: Começando com o pé direito

26
0
SHARE

Noturnall_with-Russel-2014_89Noite inesquecível para o Heavy Metal nacional e para a banda Noturnall. Com seu CD lançado recentemente, a banda decidiu então gravar seu primeiro DVD, um passo ousado, pois seria o primeiro show oficial da banda. O evento, com entrada gratuita mediante a doação de 1kg de alimento não perecível, dará o que falar.
Muitas pessoas compareceram, a casa estava lotada e todos ansiosos para o que estava por vir. Começando pontualmente às 19 horas a banda fez uma breve apresentação. O baterista Aquiles Priester conversou com o público e logo em seguida Thiago Bianchi continuou.
A banda se retirou e pouco tempo depois o show começa. Para quebrar tudo a primeira música foi a No Turn at All (que muitos já deviam conhecer por causa do clipe). Desde o começo o público já se mostrava agitado e empolgado.
Seguimos com St. Trigger para manter a galera agitada, a banda não precisava pedir para que todos pulassem ou gritassem. Inferno Veil foi a próxima, música conhecida de quem é fã de Shaman. E já continuamos com Zombies, todas as músicas tinham um mini clipe de fundo, foi algo muito interessante, a banda teve essa preocupação de criar algo para cada música, não que precisasse, mas deu algo a mais para o show.
O mais legal é que a galera estava cantando as músicas, o próprio Bianchi ficou surpreso quando ele disse que precisava da ajuda do público e eles cantaram sem ele nem mesmo ter que ensinar.
Noturnall_with-Russel-2014_58Continuamos com Master of Deception, todas as músicas soam um pouco diferente do CD, tem um toque de algo a mais, algo mais marcante, um feeling maior. Agora temos Hate, com direito até a galera cantando “Hate! Fuck your hat, everything you send out there, will come back to you”.
Temos agora o solo de Aquiles, eu não sou lá muito fã de solos de bateria, mas esse realmente foi bom, não pelo fato de que Aquiles é bom, mas por ter uma música de fundo e não simplesmente ele tocando.
Prosseguimos com Last Wish, com a participação de Luiz Fernando Venturelli para tocar violoncelo, o garoto de apenas 13 anos. Um misto de surpresa e emoção tomou conta das pessoas. Muitos impressionados com o que o garoto fazia. Antes de começar a próxima música Bianchi fala “vocês acham que o moleque só faz isso?” e foi então que começou o cover de Symphony of Destruction do Megadeth. Leo, guitarrista da banda dividiu os solos com Luiz Fernando Venturelli.
Na sequencia, temos um solo de Leo Mancini que dispensa apresentações, seguido do hino nacional ONDE TODOS cantaram. Ainda teve a participação de dois atores com a bandeira do Brasil à frente do palco. Alguns começaram a gritar “Ei Dilma, vai tomar no cu”, o que incitou todos a fazerem o mesmo, sem tomar lado de nenhum partido ou opinião, a banda não se pronunciou a respeito no palco e Leo simplesmente fez um sinal de “isso ai não” ou algo do tipo e com isso as pessoas foram parando.
Continuaram com Fake Healers, uma ótima canção e o melhor é que a banda parecia muito bem entrosada, sem medo de executar as músicas ao vivo. Sugar Pill foi a próxima e como Bianchi mesmo disse, uma das que eles mais gostam de tocar.
As três últimas músicas foram um show à parte, com a participação de Russel Allen do Symphony X (talvez o momento mais aguardado do show), o Carioca Club quase veio a baixo. Tocaram Nocturnal Human Side, que dispensa qualquer comentário e seguiram com o cover The Stand Up and Shout do Dio (cantado apenas por Russel) e para finalizar War Pigs dos mestres do Black Sabbath.
O show foi bastante empolgante e cativante, mesmo com alguns problemas técnicos como o som embolado no começo, a banda mostrou para que veio e que é para ficar e mostrar toda a força que o Brasil tem.
Que venham mais shows e mais álbuns.

Setlist do show

No Turn At All

St. Trigger

Inferno Veil (Shaman cover)

Zombies

Master of Deception

Hate

Octopus Solo (Aquiles Priester Solo)

Last Wish

Symphony of Destruction (Megadeth cover)

Hino Nacional do Brasil

Fake Healer

Sugar Pill

Nocturnall Human Side (with Russell Allen)

Stand Up and Shout (Ronnie James Dio cover) (with Russell Allen)

War Pigs (Black Sabbath cover) (with Russell Allen)

Compartilhe