Home News Novo projeto de Synthpop entre músicos do Ad Inferna e Erotic Elk

Novo projeto de Synthpop entre músicos do Ad Inferna e Erotic Elk

114
0
SHARE

You can read this post in: Inglês

My Love Kills

Formado pelo francês V.V. Arkames (vocal, Ad Inferna) e o sueco Fredrik Sigeback (sintetizador, Erotic Elk), o My Love Kills divulgou ontem sua primeira música, Love Undone, através do Soundcloud. Segundo Arkames, o projeto se diferencia do Ad Inferna por não ter agressividade nas imagens, letras e vocais: “No MLK tudo é frio, soft e doce, mas muito emotivo e delicado também. Você pode sentir a dor dentro”, afirma o vocalista. O estilo da nova empreitada acaba sendo uma perfeita mistura entre o lado emocional do Ad Inferna com a abordagem eletrônica mais clássica e empolgante do Erotic Elk.

O intercâmbio musical entre o duo começou durante o segundo álbum do Erotic Elk, Solitary (2011), que foi mixado e masterizado pelo tecladista do Ad Inferna, VoA Voxyd, e também contou com um remix do Ad Inferna. Mas levou três anos para os músicos resolverem compartilhar a criatividade.

O primeiro trabalho do MLK está sendo criado, ao passo em que também é finalizado o terceiro disco do Erotic Elk. A princípio, o logo e o conceito visual foram desenvolvidos por mim e, possivelmente, outros brasileiros contribuirão com o material.

Para conferir Love Undone, ficar por dentro das novidades e acompanhar as atividades da banda, curta a página no Facebook:

https://www.facebook.com/Mylovekills

Compartilhe
Share
SHARE
Previous articleWagner Gracciano: como atrair o público para música instrumental
Next articleGroundcast#20: Como foi o Overload Music Festival
Após algumas experiências escrevendo em blogs de música, editei sozinho uma revista sobre Black Metal em 2012. Foi lançada apenas uma edição, que me proporcionou a oportunidade de escrever para a Roadie Crew a partir de março/2013. Lá me limito apenas ao Black Metal e bandas de outras vertentes com temáticas ligadas ao ocultismo/satanismo. Apesar de ter um gosto musical variado, nutro um fascínio por esse estilo e temáticas relacionadas. No Groundcast, meu foco é a Música Eletrônica, principalmente de caráter oculto/satânico.