Home Artigos O que define o EBM?

O que define o EBM?

79
0
SHARE

 Origens e paternidades

Kraftwerk
Kraftwerk é um dos grupos mais importantes do krautrock

 

Vamos primeiro conhecer quem foram os avôs e avós, pessoas, trabalhos e projetos que iniciaram toda a trajetória para que a Electronic Body Music pudesse existir. Voltemos à década de 70 e, quando surge na Alemanha um movimento cultural chamado krautrock.

 

O país passava por um período de intensa miséria, logo após a Segunda Guerra Mundial. Por aqueles lados predominava um estilo conhecido como Schlager, muito popular na Europa e com um público bastante cativo em terras germânicas. Consistia de músicas mais romantizadas, com letras que falavam de amor em sua maioria. Os jovens deste período não gostavam deste tipo de música, acreditavam que ela não refletia a situação social em que viviam, queriam algum movimento que mexesse com o país, que mostrasse o quanto eles estavam revoltados.

 

Paralelamente, também não queriam o rock, uma vez que este era símbolo da dominação inglesa, queriam algo novo. Com o uso dos recentes sintetizadores, cujos custos eram altíssimos e a adoção de formas não-convencionais de se fazer música, originárias da Musique Concréte francesa, uma música eletrônica, que não era parecida com o rock britânico e nem com nada feito anteriormente, ganha forma. Sob a alcunha de krautrock, termo pejorativo com origem na Segunda Guerra Mundial, iniciou-se a primeiro grande revolução na música popular depois do rock.

 

O Kraftwerk era um dos grupos de artistas de krautrock.. Formado inicialmente por Florian Schneider-Esleben e Ralf Hütter em Düsseldorf, Alemanha, mais tarde contando com outros integrantes, eram os ex-alunos do grande músico Karlheinz Stockhausen, compositor erudito que utilizava dos avanços da música concreta para a criação de ritmos musicais, cuja influência se estende a artistas como Beatles e Björk.

 

Foram estes alemães os primeiros a definir as bases da música eletrônica moderna, compondo seus grandes sucessos em sintetizadores analógicos de oito bits, os mais avançados da sua época. E com base neste tipo de música, sem instrumentos “orgânicos” que foi surgir, no final dos anos 70 e início dos anos 80, na Inglaterra, um estilo conhecido como synthpop.

 

O synthpop aparece como uma revolta contra o rock e a necessidade de fazer música com instrumentos e técnicas complexas. Com o barateamento dos sintetizadores e a sua popularização fez com que novos músicos surgissem, tornando-se “orquestras de um homem só”.

 

Contudo, uma década antes, o Throbbing Gristle também vem bagunçar a indústria cultural. Trazendo a contestação punk e a destruição das convenções musicais mais tradicionais, o projeto liderado por Genesis P-Orridge faz uso de ruídos, sons pré-gravados, distorções e constrói uma sonoridade vanguardistas, mais tarde conhecida como música industrial.

Compartilhe
Share