O rock está ficando “velho”?

      1 comentário em O rock está ficando “velho”?

Rock ficando velho e careta

Mas ainda o Lemmy continua estiloso

Mas ainda o Lemmy continua estiloso

Colocando o rock e suas vertentes (o que inclui o metal e o gótico), é no notório o envelhecimento das bandas. A grande maioria dos artistas começou muito jovens e suas músicas refletiam este estado adolescente de ver o mundo, radical e ávido por mudanças.

Os jovens desta é% compartilhavam do mesmo sentimento. Por esta razão as bandas evocavam imagens como a de Satã (mesmo indiretamente), não pelo valor cristão, mas pela contestação de uma série de valores. Grupos como Rolling StonesDavid BowieBauhaus e Iron Maiden atingiam a juventude, cada qual com uma visão diferente. Um som agressivo (para os padrões de cada banda), letras com ar de revolta e outros podem ser vistas em canções no período dos anos 80, erroneamente vangloriada por muitos hoje. O punk tinha este lado menos contemplativo e mais ativo. Basta notar o quanto o hardcore e os estilos derivados daí mostram uma visão jovem do mundo.

As grandes bandas que permaneceram na ativa ficaram mais velhas. Seus integrantes hoje possuem família, responsabilidades ou, pelo menos, sentem o peso da idade em suas costas. Suas letras evoluíram nas temáticas e passaram a também acompanhar o envelhecimento dos seus fãs. Caem fora, na maior parte das vezes, os temas mais polêmicos e entram outros assuntos. Deste jeito pararam de falar a linguagem de boa parte da juventude, exatamente por não se alinharem com suas vivências e conflitos.