Home News PIETÀ: Na vanguarda do Grindcore brasileiro

PIETÀ: Na vanguarda do Grindcore brasileiro

69
0
SHARE

pieta_promo1

Formada no final da década de 1980, a banda gaúcha PIETÀ sempre teve como principal característica a criação de uma sonoridade única, englobando diversos elementos do som pesado, que somados a sua temática lírica deram origem ao termo Chaotic Grindcore. Suas principais influências, vindas do Thrash Metal, Death Metal, Grindcore e Hardcore, de bandas como Entombed, Bolt Thrower, Cannibal Corpse, Napalm Death e Extreme Noise Terror, lhe deram uma grande perspectiva de que elementos utilizariam para forjar sua própria música. O conteúdo das letras, baseados em temas socioeconômicos e sociopolíticos, na época descreviam um futuro onde seríamos escravos da tecnologia, praticamente um prenúncio do que hoje vivenciamos.

 Com uma série de lançamentos no Brasil e no exterior ainda na década de 1990, o PIETÀ teve uma pausa de cerca de 20 anos iniciada em 1995, quando Leandro Sberzesengik se mudou para a Itália. Depois de quase duas décadas o guitarrista/vocalista Leandro e o baterista Marcos Amato se encontram com a ideia de formar uma nova banda, com um som contemporâneo, então nasce o projeto TORO. Com os ensaios correndo e a gravação do CD se formatando, em agosto de 2013 sai o primeiro show desconcertante aos ouvidos do parco público de uma casa noturna do centro de Porto Alegre. A ideia estava lançada e o impacto causado pela PIETÀ no público acompanhou os músicos nessa Nova Caótica Concepção da Desordem. Estava de volta a PIETÀ com o Chaotic Grindcore que desde a origem acompanha os músicos.

Durante o ano de 2014 a banda entra no estúdio acompanhado pelo produtor Alexandre Birk para a gravação do seu CD após 20 anos de silencio. Faixa a faixa formatou-se um abismo sonoro de força inestimável. O trabalho, intitulado “Chaotic Grindcore” representa o retorno da parceria com Egisto dal Santo, que assina a produção fonográfica e lança o CD pelo Purnada Y Pranada, mítico selo que lançou os principais nomes do Rock Gaúcho nos últimos 25 anos. Além disso, conta com a produção de arte de Marina Coletti e Sberzesengik. No trabalho constam as faixas “Frontera Silenciosa”, “El Toro”, “Hard Core”,“Tropical Hell”, “Dead Indies”, “Horizontal Shades” e “New Chaotic Conception Desorder”. O show de lançamento do CD foi realizado no Teatro de Arena, em Porto Alegre, no mês de outubro de 2015, quando na ocasião foi lançado o documentário Sub-Underground, retratando a cena Porto-Alegrense na década de 90. Sem definição linear de idioma nas letras, o PIETÀ segue no rumo da vanguarda e desorienta o padrão linguístico e sonoro.

Atualmente a banda conta, além de Leandro e Marcos, com o baixista Arthur Teló, e promovem os vídeos clipes para “Hard Core” e “New Chaotic Conception Disorder”, lançados em parceria com o produtor Alexandre Birk e Willian Martins Alves. No dia 13/02 voltarão à cidade que acolheu o primeiro show oficial do retorno, Caxias do Sul. Na ocasião, dividirão o palco com bandas da região no festival Bloody Carnival, que será realizado no Marechal Rock Bar a partir das 22h.

Infos no evento: https://www.facebook.com/events/877230875730177/

Contatos:
Facebook:  www.facebook.com/PietaGrindCore

Soundcloud:  https://soundcloud.com/pietagrindcore

Compartilhe
Share